terça-feira, 13 de setembro de 2011

DO CONTRA


 POEMINHA DO CONTRA

Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!


(MARIO QUINTANA)



A arte é uma mentira que revela a verdade, já dizia Pablo Picasso. E às vezes não é preciso dizer muito para expressar o que se sente. Basta apenas valer-se da poesia, que esta por si só já diz o suficiente. PONTO FINAL.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Sejamos sinceros

       
        Ultimamente tenho sentido uma imensa necessidade de escrever, e, depois de tanto relutar, decici fazer um blog, porque ao meu ver o ser humano consegue mais sincero quando escreve do que quando fala com alguém - exceto aqueles a quem Deus se esquecera, por algum motivo, de dar a virtude da sinceridade -.
        Acredito que conseguimos expressar com maior facilidade nossos sentimentos quando estamos com o papel e a caneta na mão, afinal, por serem seres inanimados, esses objetos nunca darão à nossa sinceridade um tom de desaforo. Eu particularmente nunca ouvi dizer que um pedaço de papel se magoou ou uma caneta chorou de tão ofendida.
         As pessoas - algumas delas, ou até a maioria - são seres que se magoam de igual forma por muita ou pouca coisa, e por isso às vezes é extremamente difícil de ser sincero com "gente". Sejamos então sinceros com o papel! O máximo que poderá acontecer é ele rasgar de tanto você apertar o lápis ao escrever, mas eu garanto que no dia seguinte ele vai estar lá te esperando no mesmo lugar, pra você descarregar nele toda a sua sinceridade novamente. Simplesmente porque nele, o papel, isso não dói.